Pular para o conteúdo principal

Postagens

Postagem em destaque

Exclusiva para Deus

É maravilhoso saber, que sou amada e separada para Deus, desde a fundação do mundo. Ef 1. 3-6. Quando temos algo que nos pertence, queremos cuidar, zelar pelo menos é assim que deve ser. O cuidado de Deus e o seu amor por nós é muito maior, é além do nosso entendimento. Ele nos amou, mesmo antes de existirmos.
 _ Somos propriedade peculiar de Deus, povo exclusivo. Êxodo 19.5
_ Somos filhos de Deus. João 1.12 ; Efésios 1.5.
_ Jesus orou por nós. João 17.20.
Sou filha, sou amada, separada e exclusiva para Deus!
Fiquem na paz!

 Luciana Quedevez
Postagens recentes

Boas Noticias

“E disse esta à sua senhora: tomara que o meu senhor estivesse diante do profeta que está em Samaria: ele o restauraria da sua lepra”. (2º Reis 5.3).
Pensando na atitude desta menina diante do inimigo, pois Naamã era sim, o seu opressor. Levou -a cativa, tirou- a de sua família, de sua cidade, de perto das pessoas que ela amava. Mas, mesmo assim, ela apresentou a solução para Naamã. Poderia desejar que ele morresse com aquela lepra, mas deu a ele a oportunidade de restauração, de salvação. Aquela menina foi portadora de boas notícias, mesmo sendo escrava, não deixou de ser quem era não se esqueceu de onde veio e a quem servia.
Será que nós mostramos a quem servimos? Será que estamos sendo portadora de boas notícias e apresentando a solução para quem nos rodeia? Precisamos levar as pessoas até Cristo, Ele é a solução, a salvação, transformação. Ele é o único que restaura uma vida por completo.
Fiquem na paz!
Luciana Quedevez

Reaja!

Oi, estou um tempo se escrever no Blog, mas, hoje deixo uma mensagem para vocês. Findou-se o ano de 2017, foi difícil, tantas tragédias, violência, desemprego, corrupção no país, decepção, área da saúde e da educação totalmente precárias. Porém se estou escrevendo e você lendo esse texto, podemos dizer “Até aqui nos ajudou o Senhor”.
Mesmo na dificuldade, pude ver o cuidado, a provisão, os livramentos que Deus teve comigo e com os meus. Talvez você possa dizer: não sabes o meu problema e nem o que eu passei. Realmente eu não sei, mas se tens permanecido de pé, é porque Deus agiu em sua vida.
Então eu te convido a olhar para o Senhor Todo Poderoso, que fez o céu e a terra e tudo que neles há, e seguir em frente. É o que decidi fazer! A cada amanhecer, é uma oportunidade, é a misericórdia renovada, é o sonho que pode ser realizado, é a esperança acontecendo. Não se deixe abater e diz à tua alma, reaja! Veja o novo que Deus vai fazer!
Desejo para você e sua família um 2018 pleno da presença …

Série: Mulheres que fizeram a diferença na sua geração.

Hoje nós vamos conhecer um pouco da vida de ElisabethElliot, uma mulher, que apesar da dor de quando perdeu o seu primeiro esposo,decidiu acima de tudo cumprir o seu chamado, e foi anunciar Jesus para os assassinos do seu esposo, e dá continuidade a obra que Deus colocou em suas mãos.


“Meus pais eram missionários na Bélgica, onde eu nasci. Quando eu tinha alguns meses de idade, viemos para os EUA. Moravamos em Germantown, não muito distante da Filadélfia, onde meu pai tornou-se um editor do Sunday School Times.
Nossa família continuou morando na Filadélfia e em seguida, em Nova Jersey até que eu saí de casa para estudar na faculdade de Wheaton. Na época, a família tinha aumentado para quatro irmãos e uma irmã. Meus estudos em grego clássico permitiram-me, no futuro, a trabalhar na área de línguas ágrafas para desenvolver a forma escrita.
Um ano depois que fui para o Equador, Jim Elliot, quem eu tinha conhecido em Wheaton, também entrou nas áreas tribais com os índios quichuas. Em1953 …

Serie: Mulheres que fizeram a Diferença na sua geração.

Suzanna Wesley

 Hoje vamos conhecer um pouco da vida de Suzanna Wesley, uma mulher, mãe e serva de Deus,que muito trabalhou fazendo a obra de Deus, sem deixar de cuidar da sua casa e de seus filhos.
Foi uma  Mulher de Oração.

Filha de uma família de puritanos ingleses, ela aceitou ir para a Igreja Anglicana, onde seu marido Samuel Wesley exercia o ministério de pastor, na pequena paróquia de Epworth, na Inglaterra. Ele era conhecido por não entender o limite – ou a diferença – entre disciplina e controle excessivo. Sua rigidez em relação às ovelhas levou alguns de seu rebanho a odiá-lo. O ápice da perseguição culminou em dois incêndios a sua casa. No segundo, a residência dos Wesley foi totalmente destruída. A tudo isso Susannah, que foi mãe de 19 filhos, suportou para dar uma boa formação a sua prole. Seu jeito e modo de agir com eles, desde a idade mais tenra, estão registrados principalmente no diário pessoal de John Wesley. Mas é possível conhecer-lhe a história também por biografia…

Promova paz

“Bem aventurado os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus”. Mt 5.9
Bem mais felizes são aqueles que promovem a paz, é muito ruim quando nos deparamos com pessoas que querem ver “O circo pegar fogo”, fazem de tudo para atiçar os ânimos ao invés de acalmar. Temos um exemplo maravilhoso de uma mulher chamada Abigail. Ela era casada com Nabal que desprezou e afrontou a Davi. Ela é descrita como “Apaziguadora” aquela que torna calmo, tranquiliza, pacifica. 1 Sm 25.18-42
Quando Abigail soube por um de seus servos o que seu esposo fez, apressou-se a ir até a  Davi e os seus homens, levando suprimentos e com as palavras certas o tratou com amabilidade reconhecendo  a posição dele. Com essa atitude impediu que sua família e os seus servos fossem destruídos, e o próprio Deus se encarregou de Nabal.
Quais são as palavras que você tem proferido? De paz ou de morte?
A Bíblia diz que: “Se possível tendes paz com todos”.
“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira”. Pv …

Casamento

Tantas adversidades surgem no relacionamento conjugal, para começar, não existem pessoas perfeitas, casais perfeitos, famílias perfeitas, porém quando há uma aliança com Deus podemos viver em harmonia. Deus tem um propósito para cada vida, e devemos tomar atitudes com a orientação dEle. Mas, como enfrentar a traição? Como cicatrizar a ferida aberta? Como lidar com a indiferença dentro de casa? Como suportar as brigas e palavras ofensivas e até mesmo violência física? Há várias situações que ocorrem para chegar a tal ponto. (Falta de diálogo, falta de tempo um para com outro, falta de perdão, jugo desigual, falta de empatia que é se colocar no lugar do outro, conflitos por causa das drogas e do álcool que são fatores que mais afligem os lares).
Seja qual for o revés, amar é uma decisão, uma atitude, e quando queremos e entregamos nas mãos do Senhor, pode ser restaurado.
Precisamos entender que:
1º - Não conseguiremos nada sozinhas.
“Porque sem mim, nada podereis fazer”. João 15.5. Palavras de …